Problemas como o cocô???? fique alerta!

Hoje venho escrever sobre um problema comum nas crianças, porém muito difícil para nós mamães!

Meu filho nunca teve dificuldade de fazer cocô, até que um dia por uma triste infelicidade, as coisas mudaram...

Vamos do começo...

O Lucas toma o ninho 1+ desde que completou 1 aninho, mas aconteceu que ele sumiu das prateleiras do mercantil que costumo comprar... então resolvemos comprar o ninho integral... uns dois dias depois comecei a perceber a dificuldade do Lucas em fazer o cocô... mas não associei ao fato da mudança do leite... mas comecei a me preocupar.
Alguns dias depois, veio a luz na minha mente: será que é o leite??? imediatamente deixei essa lata de leite de lado e meu esposo foi atrás do ninho 1+ em outros mercantis. 
Quando o Lucas voltou a tomá-lo tudo se normalizou, porém ele ficou com medo de fazer cocô... aos poucos ele foi esquecendo e a tranquilidade voltou a reinar!
Agora recente, tudo voltou outra vez... o Lucas voltou com o medo de fazer o cocô, fecha as pernas e faz a força para cima... 
Esse é o primeiro sinal de uma possível prisão de ventre provocada pela criança, que susto!!!


Então mamães e papais fiquem ligadinhos nos sinais do cocô de seus filhos:


- A criança faz menos cocô que de costume, principalmente se já está há quatro dias sem evacuar e tem dificuldade para eliminar as fezes.

- Fezes muito duras e secas, que fazem o bumbum doer.


- Um cocô bem líquido, que só suja a fralda ou a roupa de baixo. Pode ser que a parte sólida do cocô esteja presa dentro dos intestinos, e só essas fezes líquidas consigam sair. É preciso cuidado para não confundir isso com
diarréia.

- Abdome duro ao toque.


- Dor de barriga que melhora depois de fazer cocô.


Mas porque o intestino fica preso nas crianças?


Existem várias possibilidades:

Alimentação pobre em fibras. Se seu filho toma muito leite e derivados, por exemplo, e quase não come frutas, verduras e grãos integrais, pode acabar ficando com prisão de ventre.

Medo de fazer cocô. Pode acontecer de a criança começar a segurar o cocô, por associar o ato de defecar com algo doloroso (pode ser que uma vez tenha doído), ou para não correr o risco de um acidente, se está em processo de desfraldamento.

Trata-se nesse caso da chamada "auto-obstipação". Observe seu filho. Se ele faz toda a cara de que quer fazer cocô, se contraindo, ficando com o rosto vermelho, mas nada acontece, talvez ele esteja segurando as fezes. É bom conversar com o pediatra para adotar uma estratégia que faça a criança dissociar o ato de fazer cocô de uma experiência dolorosa. O médico pode receitar algum tipo de laxante leve.

Outro problema é que às vezes a criança não fica o tempo suficiente sentada no penico ou vaso sanitário para esvaziar totalmente o intestino. As fezes podem se acumular, levando a um cocô mais duro e mais difícil de eliminar, o que só aumentará o problema.

Fonte extraído aqui


4 Comentários:

  1. Isabella sempre teve o intestino preso, mas achei que com o ninho +1 é mesmo melhor que com o instantâneo.

    Um assunto bem importante!

    bjo.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post a biah sempre foi presa mais esses dias com dentes nascendo tá com entestino solto!!

    Bjinhooos http://annabeatrizrafaela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa!!!! Tanta coisa que eu não sabia!! Excelente post!
    Beijos
    www.jeitinhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olha o Guga da problemas desde o primeiro dia!
    inclusive ele teve uma infecção com 7 dias e nem fazia numero 1, nem numero 2..
    Acho que a fimose esta ligada a isso tbm...
    mas, vamos cuidar neh?
    bjO!

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...