Apoiamos a amamentação- O prazer de amamentar por Cris Philene

Olá queridas!

Para quem ainda não viu, essa semanas estamos com uma Campanha de Amamentação, estou muito feliz por ter recebido lindas histórias e relatos sobre o elo de amor entre mãe e filho.

Hoje vamos cnhecer mais um desses relatos que mexem com o nosso coração! Obrigada amiga Cris pela particpação.




O prazer de amamentar por Cris do Blog Joseph's






Não pensei muito na amamentação quando estava grávida, mas, agora fazendo uma retrospectiva percebo que pouco li sobre assunto, acredito que se tivéssemos mais informações, talvez muitas histórias seriam diferentes. Porque sabemos que vamos amamentar e ponto.
Como sou super hiper curiosa fico catando aqui e ali assunto, tirando dúvidas e foi aí que conheci as conchinhas para seios, achei super estranho, mas resolvi apostar porque praticamente eu não tinha bico do peito. Fiz uso também da esponja vegetal no momento do banho, e as massagens no bico. Os banhos de sol não fiz, não tinha como. As conchinhas comprei e reservei para o pós parto, porque estimula fazer o bico já que tinha muito pouco.
Após o nascimento do Joseph veio o momento de amamentar – mágico?! Pra mim não foi não tinha leite, não tinha bico, o bebê chorando, eu nervosa...
Mas no hospital as enfermeiras foram super maravilhosas e com elas me auxiliando conseguimos as primeiras mamadas. Mas toda hora vinha uma e pegava no meu peito e mostrava, como tinha que ser, quando chegava o momento da outra mamada prova de novo.
Joseph teve dificuldade na ‘pega’ e era uns 10 minutos, sei lá… ele chorando e não conseguia de jeito nenhum mamar, sem bico, havia começado a fazer o uso das conchinhas e não seria em um passe de mágica que surgiriam. Pouco leite, não sabia a forma correta, quando me vi “sozinha” em casa pra hora do mamar… ai que desafio.
Minha tia fez canjica, me deu pirão de carne no almoço e passei a usar as conchinhas direto e acredito que por conta disso não tive rachaduras, nem sangramentos… pq a todo momento o bico estava úmido e juntava o excesso do leite na conchinha, então não tinha problemas de empedrar, febres… meu desafio era apenas o Joseph aprender a pegar, acho que levou uns 15 dias. Sentava na poltrona com a almofada para amamentação, ficava em pé, sentava de novo, andava pra lá e pra cá, até que ele aprendeu e nunca mais parou.
Ele nunca fez escândalo na rua por conta de mamar, sempre se comportou muito bem. Mas até hoje só dorme mamando e acorda de madrugada também.  Não vou dizer que é fácil, porque não é. Tem dias que estou esgotada, cansada e mesmo assim tenho que acordar e dar de mamar, nestes dias penso em parar, mas nos dias de febres, por conta dos dentinhos (apesar da pediatra dizer que dente não dá febre) nos dias enjoadinho sem querer comer, temos o mamar, então fico tranquila e percebo que ainda não é hora.
Amo amamentar e Joseph ama mamar então porque parar?
 Muitos acham que dar de mamar tem que ser até a criança começar a andar, de onde tiraram isto?
Hoje no consultório da pediatra aconteceu algo que fiquei assim – passada! – Fui amamentar meu filho e uma mãe com sua filha de uns 3 meses me perguntou: Quantos anos ele tem? Ainda mama?
Ué?! Sou ET, extraterrestre... pensei. Mas respondi: tem 1 aninho e 9 meses e mama sim e continuará mamando até os 2 aninhos. Depois disto olhei ao redor, é difícil ver as mães dando mamar, você vê as mães dando mamadeira, agora dando mamar, é difícil. E olha que a pediatra super recomenda e discrimina o uso da mamadeira antes dos 4 meses, e só recomenda porque voltamos a trabalhar.
Amamentar dá trabalho sim! Mas o prazer, a cumplicidade de retorno não tem preço. Meu conselho pra você que está grávida ou planeja engravidar, se prepare, leia, aprenda e exerça a amamentação, porque é um ato de amor para com seu filho.

Milly, agradeço a oportunidade de falar desse assunto tão importante, mas que ainda nos dias hoje é pouco exercido. Amei a sua idéia de falar durante toda a semana da amamentação, serve de alerta e informação a quem busca fazer o melhor para os filhos.
Bjs, Cris e Joseph

Obrigada amiga Cris por sua linda participação!

Se você também tem algo para compartilhar sobre a amamentação me envia um emal ou me procura pelo facebook.

beijos 

6 Comentários:

  1. Que linda amiga! Adorei esse relato, por aqui, a Clara largou o peito aos 4 meses, e sofri muito no inicio do aleitamento.

    Beijos
    Débi

    ResponderExcluir
  2. Eu AMO amamentar..... achei que não poderia quando a Amanda nasceu, pois meu leite só desceu, 2 dias depois, aquilo me deixou tão triste, achei que não teria jeito...mas depois desceu e foi só alegria, mas aos 8 meses ela n quis mais.... ja dos meninos, na maternidade mesmo, ja tinha muito leite, e eles mamaram até 1 ano e 2..3 meses.... e espero que quando esse baby aqui nascer seja assim tbm...é maravilhoso esse momento, único, máaagico!!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu babo nesses relatos..... snif. Bjus Andrea e Lara coisas-da-lara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Passando rapidinho pra desejar uma ótima páscoa pra você e sua família. Que sua família possa sentir a paz de ter a certeza da salvação que Cristo nos ofereceu ao morrer por nós.
    Um ótimo feriado, aproveite muito!!!
    Beijos!

    www.asosmamaenadia.com

    ResponderExcluir
  5. Essas parcerias entre blogueiras com relatos reais, são muito importantes para nós, mamães.
    Bjus nas duas amigas que tanto amo.
    Genis ♥

    ResponderExcluir
  6. Experiência maravilhosa que temos quando amamentamos...eu graças a Deus fui abençoada tanto na primeira quanto na atual. Não tive nenhuma dificuldade e muito menos problemas com a amamentação.
    Acho que a maior dificuldade foi a hora de parar de amamentar na primeira e será na atual.

    http://minhavidaintensa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...