Cresceu? E agora?


Uma das coisas que me deixam mais confusas em relação a sentimentos são relacionadas ao crescimento e desenvolvimento do Lucas, de uma lado meu coração se enche de alegria e por outro lado surge uma pontinha de e agora?
Um dia desses ele era apenas um menininho pequenino que estava em meus braços e crescia em minha volta, hoje ele continua sendo um menininho já não tão pequeno assim, palavras dele: "pequeno não mamãe, Lucas é médio". Um menino que cresce todos os dias e me surpreendi com suas atitudes de "menino crescido" e ao mesmo tempo com algumas coisinhas que me fazem olha-lo e vê-lo ainda tão pequenino.
Hoje, primeira semana de aula desse ano, fui surpreendida ainda dentro do carro, por um menininho que simplesmente não quis a companhia da mãe para entrar na escola, ué como assim??? Apesar de ter escutado muitas vezes um: "tchau, meu amor", insistir em leva-lo até a professora. Andando bem na minha frente carregando sua mochila e olhando no canto do olho para trás para ver se realmente eu teimaria em acompanha-lo, ele seguiu pelo caminho até a professora e os amigos, colocou a mochila na fila e sentou-se na rodinha de acolhimento, soltou um beijo para a mamãe aqui e disse novamente: "tchau, meu amor" acrescentando ainda um até logo.
No primeiro momento fui invadida por um sentimento estranho de devolva o meu bebê, por favor! Depois já recuperada do choque inicial (mamãe dramática) o sentimento tornou-se orgulho de ter conseguido superar todos os obstáculos da adaptação escolar.
Aí chego em casa, os pensamentos vem e vão nessa mistura de sentimentos, uma certeza incerta, um "Q" de insegurança e um "alfabeto" cheio de novas possibilidades, escrevo essa postagem para registrar esse misto de sentimentos e escrever para tentar colocar em minha cabeça que eu não tenho mais um bebezinho, eu tenho um menino "médio" e crescido em casa!


18 Comentários:

  1. Ai amiga... dá uma dorzinha sim, passa rápido demais e que independência dele, tô assim passada imaginando a cena, vc atrás dele e ele indo sozinho até a sala de aula, eles crescem rápido querem asas e como a amiga Andrea disse num post com eles temos raízes, mesmo que voem, voltaram pra nós, bjsss

    ResponderExcluir
  2. Ahh querida, apesar de o meu Pietro ainda não ir pra escola, posso dizer com propriedade que também sinto o mesmo.
    A cada dia que passa, mesmo eu estando em casa todos os dias é como se eu não tivesse visto o dia que ele cresceu tanto e aprendeu tantas coisas.
    É incrível como o tempo passa, e agora entendo o que minha mãe sempre dizia pra nós: Que pena que vocês crecem! <3

    Serão para sempre nossos bebês!

    www.vivendoamaternidade.com.br

    ResponderExcluir
  3. eles crescem rápido , e a gente as vezes nem percebe , e dar um sentimento de orgulho e medo desse crescimento , porque eles querem descobrir coisas por si só e as vezes não precisam tanto da gnte que nem precisavam antes .
    beijos
    onossonude.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Passa rápido demais, é verdade! Fazer o quê né, só temos que aproveitar cada segundo!!!

    ResponderExcluir
  5. Passa mesmo muito depressa...temos de aproveitar todos os instantes!
    Bjs
    Maria

    ResponderExcluir
  6. Ai... te entendo, também fico feliz mas um pouco assustada, com essa situação toda, nossos meninos já ficando independentes.

    Beijos

    Quézia Silva
    http://kemuelpresentededeus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. lindo amiga..aqui apesar de eu esta ansiosa pra que alycia estude, sei que vou morrer de saudades,e se fosse possivel eu colocaria uma camera na blusa dela, só pra verificar se esta bem..
    E claro os filhos crescem neh???
    hooo

    ResponderExcluir
  8. Imagino que apesar de orgulhosa pelo seu filho esta crescendo vc deve estar com saudades de qndo era bebê e um colo seu bastava para tudo.
    bju
    Estou Crescendo

    ResponderExcluir
  9. Aiii q lindo Milly, entendo essa mistura de sentimento, saudade, orgulho...nossa mãe realmente sempre consegue controlar esse turbilhão de sentimentos dentro do peito!!! Lucas cada dia mais lindo!!!!

    bjss
    http://www.historiasdeumamaeapaixonada.com

    ResponderExcluir
  10. Eles crescem e a gente encolhe...... parece que vamos sumindo, mas vamos ficando mais ao lado deles, além de mães, amigas. Bjus Coisas da Lara

    ResponderExcluir
  11. Bem-vinda à fila de mães nostálgicas. Eu deve ocupar o primeiro lugar...rs
    Tirando a nostalgia, que maravilha ele ter se adaptado à escola... é uma tranquilidade e alegria pra gente... E eles crescem sim Jamilly, mas serão pra sempre nossos pequenos arteiros.. dependentes, resmungões, pirracentos e amorosos...

    Que Lucas ame a escolinha assim como Maria ama!!! Beijo beijo

    ResponderExcluir
  12. Ai amiga eles crescem e em nós fica um misto de sentimentos, orgulho por eles estarem crescendo bem e saúdavel e medo do inesperado. Minha filha já esta uma moça, tão cheia de si, bonita, com uma opinião propria, eu a admiro muito, mais tambem tem a incerteza do futuro, vão ficando independente e não precisando tanto da gente.
    Amei seu post
    beijos
    http://soumaedecinco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. amiga esse sentimento eu
    conheço muito bem e
    acredite nunca estamos preparada
    mais é bom vê o desenvolvimento dos nossos
    baby, acho que temos que crescer também
    vou passar por isso com Bibi e sei que vou sofrer da mesma maneira rs
    ohhhhhhhhhhhh mãe boba rs eu
    linda noite
    Nanda
    beijokas
    Sendo a mãe da Isa e da Gabi
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  14. e como passa rápido,parece ontem que meus pimpolhos eram bebes,kkkk
    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. nós mães temos essas inseguranças, mas a verdade é que eles crescem, criam asas e voam
    a nós resta torcer pela sua felicidade, beijinhos
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  16. Nós sofremos de um lado e de outro neh? Se eles se mostram independentes e destemidos, nos sentimos de lado, desnecessárias, mas se são muito apegados nos pegamos pensando que precisam ser mais independentes...
    Mas, sempre seremos necessárias, mães sempre o são!

    bjo!

    ResponderExcluir
  17. Ai, nem me fala! Aqui sofro de depressão pré-crescimento! Cadê nossos bebes??? rsrs

    Beijos
    Diáriodematernidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Ai amiga, só imaginei a cena. Como podem, crescem tão rápido. Agora tão independente. Imagino vc o vendo querer entrar sozinho. Que Deus abençõe e que cresça ainda mais sábio. Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...