Obesidade Infantil - Nenhuma mãe QUER!

Hoje venho mais que informar, é alertar todos os pais sobre um mal que está cada dia mais aumentando e acabando com a saúde de nossos pequenos, que é a Obesidade Infantil. 

Quem me conhece, sabe como prezo um boa alimentação para meu filho. Não sou extremista, não gosto de nada radical como: ele nunca vai comer isso ou aquilo. Até mesmo porque sempre comi muito errado e me dei conta disso a bem pouco tempo e estou tentando melhorar a cada dia, justamente pelo Heitor. Então acho o que vale é a moderação, podemos comer de tudo, porém devemos saber como e quando comer! Sei que a qualidade da alimentação dele, depende só de mim, porque ele ainda não tem idade para decidir nada! Claro que ele já pede... um chocolate, um danoninho, balas, doces... mas só cabe a mim dar ou não! Porém como sou mãe, sei da dificuldade em se dizer NÃO, e por isso não julgo ninguém. Muitas vezes sabemos o que é certo, mas deixamos nos levar pelas vontades dos filhos. Mas obesidade infantil é questão de saúde, então devemos nos alertar e proteger nossos filhos para que eles tenham a melhor saúde possível agora e principalmente quando crescerem.

Pensando e pesquisando sobre obesidade infantil, percebo o que a maioria das crianças obesas tendem a sofrer Bullying. Crianças obesas tendem a ter depressão, e se afastar dos coleguinhas da escola e das atividades físicas. Essas crianças acabam entrando em ciclo vicioso: come, fica triste, come mais... Se tornando assim cada vez mais obesas. 

Crianças obesas têm uma maior tendência para adquirir problemas emocionais e comportamentais. Elas apresentam as maiores taxas de repetência, alta abstenção na escola e TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Aprendizado), acarretando assim dificuldades imensas no aprendizado e na vida escolar.

E nenhuma mãe ou pai deseja isto para seu filho!!!

A ideia que criança ''fofinha'' é que tem saúde, deve ser extinta, pois sabemos que muitas vezes essas crianças ''fofinhas'', na verdade podem possuir déficits nutricionais, como de vitaminas e minerais. Ou seja podem não ser tão saudáveis como se pensa e o pior são os riscos do excesso de peso na saúde. 

Doenças antes vista somente em adultos, hoje fazem parte do dia a dia das crianças. Em especial a diabetes e hipertensão. Além disso problemas ósseos, articulares, musculares, asmas, alergias, dores de cabeça e infeções de ouvido, tudo isso, devido a obesidade. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS), define obesidade como o excesso de gordura corporal acumulada no tecido adiposo, com implicações a saúde. Hoje mais de 15 % das crianças no nosso país são obesas. E crianças obesas tem 60% de chances de se tornar um adulto obeso. Esses dados é de chocar!
Então temos que nos alertar e começar desde cedo, apresentar todos os tipos de alimentos saudáveis para os nossos filhos e de diversas formas (Exemplo: Cenoura- Pode ser crua, cozida, afogada, ralada, etc). E principalmente dar exemplos. Crianças que veem os pais alimentando de forma saudável também irão se alimentar assim. 

Sei que nenhuma mãe quer o mal para os filhos, não quer que ele sofra nem criança e adulto. E obesidade é sofrimento! Eu não quero isso para Heitor e não quero isso para seu o filho! 

E aí como é a alimentação dos filhos? 

Até mais! 

9 Comentários:

  1. Ótimo post, como é frequente vermos crianças obesas. Graças a Deus Kemuel adora todo tipo de salada, claro, gosta de doce, mas controlo para não ter exagero.

    Beijos

    Quézia Silva
    http://kemuelpresentededeus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post, por ser gorda tenho muito cuidado com minhas meninas para moderar as "porcarias" e incentivar as comidas saudáveis, lógico que tento usar o equilíbrio e graça a Deus até agora tem dado certo com elas.

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Devemos sim cuidar da alimentação de nossos filhos, incentivando todos os tipos de alimentos. Aqui todos comem bem, só o Gui ainda está experimentando outros sabores.
    Bjs
    Blog Sou Mãe de cinco

    ResponderExcluir
  4. Excelente post!!! A obesidade infantil é um sério problema e tem se tornado cada vez mais frequente. Bjos!!!!

    ResponderExcluir
  5. Excelente! é isso aí. Assim como você, comecei a cuidar mais da minha alimentação por causa das crianças, pois somos sempre exemplos para eles! E com isso, acabamos fazendo bem a nós também!
    um beijo
    http://www.aprendendoasermaehoje.com/

    ResponderExcluir
  6. Taty, concordo em tudo com o texto... nossos filhos são o que somos e o que damos.. isso não tem desculpa... Vez ou outra assistimos aqui em casa um programa que se chama "Meu filho come mal"... Vemos que os pais são muito culpados pela má alimentação dos filhos.. como vc disse, não querem mal a eles, mas permitem que eles comem guloseimas, por exemplo, fora de hora...

    Consequencia: a criança não tem vontade de comer alimentação saudavel de tanto comer açucar e gordura.. É claro que se comprarmos e tivermos o armario cheio dessas coisas, os filhos vão querer...se queremos alimentação saudavel, é só pararmos de enchermos nosso armario de besteiras.. Os filhos então terão que comer algo mais saudavel, pois é o que "sobraria"..

    Aqui prezamos alimentação melhor... Foi uma conquista... E colocamos tudo à mesa para Maria sempre ver a comida...
    Tb não somos radicais. Comemos doces, sorvetes, e outras coisas.. Mas na hora conveniente e estes não são refeições principais por aqui..

    Vale o esforço..pra depois não sofrer o filho,os pais e toda familia.. Beijos... muito bom o texto...

    ResponderExcluir
  7. Em casa também não há radicalismo, o que há é o bom senso e controle. Evito o máximo doces durante a semana. Chicletes o João não liga, ele gosta mesmo é de pirulitos e balas. Acho que tudo tem hora e local certo. E é isso aí sempre prezando a saúde dos anjinhos. Bjs, Lu
    www.soumaededoisanjinhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. OI Jamilly, adorie ver o post da Tatty por aqui. Ela é muito antenada com a questão alimentar e realmente ninguém quer ter um filho com problemas de obesidade, né? Um ótimo post cheio de informações importantes.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

    ResponderExcluir
  9. Tirando algumas exceções, a maioria das vezes a culpa da obesidade infantil é dos pais mesmo.
    Cabe a eles controlar e educar, dando limite até para o que se come.
    ^^
    Flor corre lá no blog que tem um post incrível que ensina a fazer um arco-íris de glitter usando caneta esferográfica!!!!
    http://www.ciadoesmalte.com/2014/04/tutorial-arco-iris-de-glitter-youtube.html
    Corre que tá baphooo!!!
    Bjuss

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...