Birras até quando?

Durante muito tempo pensei onde estava errando na criação do meu filho, ficava triste sempre que as birras aconteciam, principalmente quando não eram em casa. Por aqui as birras foram mais frequentes até os 3 anos, mas hoje já com 5 anos elas ainda aparecem de vez em quando para total desespero. 
Esses dias pensei muito sobre isso após um ataque de birra daqueles que você como mãe fica sem saber o que fazer, como fazer e a vontade que tem é sentar do lado dele e chorar se bater igual a criança, acredito que quase todas as mães já passaram por essa sensação de impotência.
Quando pequenininhos as birras as vezes ainda são vistas como "fofinhas", mas depois que eles crescem apesar das birras não acontecerem tanto, elas são ainda mais difíceis de serem controladas e quando vem com um: "Não sou mais seu amigo" é tipo: cadê o meu bebê?


Alguns dias antes desse ataque de birra em questão, Lucas completou 5 anos e o levamos em uma loja para que ele escolhesse seu presente de aniversário, depois de tudo escolhido, já no caixa a moça colocou dentro da sacola uma folha com um texto que passei rapidamente a vista e voltou para dentro da sacola. Coincidência ou não, o texto escrito era justamente sobre a birra. 
Após o ataque do pequeno em meio a um passeio no shopping, cheguei em casa mentalmente cansada, de saco cheio ( triste, mas a verdade) tentando entender o que tinha acontecido e o que eu poderia ter feito para contornar a situação, talvez por está mais sensível durante a gestação ou por já fazer tempos que não enfrentava uma crise igual, fiquei sem chão no momento e pensando no tipo de mãe que sou e que quero ser. 
Após muitas conversar com o pequeno, lembrei do papel com o texto recebido na loja e fui atrás de lê-lo. O texto naquele momento foi escrito para mim, especialmente para mim. 
Não é fácil educar e amar, muitas vezes o amor fala mais alto e esquecemos ou passamos por cima de princípios básicos da educação, mais precisamos sempre lembrar que o mais importante na maternidade é o autocontrole. 
A birra passou, o sentimento de erro se foi e o texto continua aqui guardadinho na gaveta para ler sempre que for necessário.
Leia o texto aqui.


2 Comentários:

  1. Às vezes,se o dia for cansativo e se a criança faz alguma birra, aí que parece não conseguirmos manter a calma e acabamos achando que estamos errando na educação, mas quando tudo se acalma, assim como você, sinto que esses sentimentos passam. É o amor de mãe que fala mais alto, né?!
    Bjos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Autocontrole é tudo! Cada dia tenho mais certeza....E vou treinando....=)

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...