Não force seu filho a gostar dos parentes distantes.

Família é quem está presente

 no dia a dia

Não é difícil encontrar pais que forçam seus filhos a beijarem ou aceitarem serem beijados, sentarem no colo ou qualquer tipo de contato físico com parentes distantes. "Vai lá fulaninho da um beijo no titio", "vai lá sicraninho senta no colo do primo para uma foto". 

Parentes distantes para mim não são considerados familiares. 

Família são aquelas pessoas que se preocupam, estão presentes mesmo quando moram longe (hoje a facilidade de uma ligação com vídeo é enorme). Parente são aquelas pessoas que você só vê uma vez ou outra em algum momento festivo ou fúnebre.

A criança não é obrigada a manter nenhum tipo de contato físico com ninguém que não seja realmente importante para ela. Devemos respeitar o limite da criança para que ela se sinta confortável na sua escolha.

Esse limite respeitado ajudará a criança a entender sobre seus sentimentos e a o mais importante a entender que ela pode dizer não quando um estranho quiser ter qualquer tipo de contato físico.

Entenda, se você hoje obriga a criança a sentar no colo de um tio distante que para ela não passa de um desconhecido, como ela aprenderá que deve recusar sentar no colo de alguém estranho no parquinho, na praia, na escola... Seja onde for.

Para a criança o gostar e o não gostar são dois sentimentos bem mais distantes do que para nós adultos. Família para a criança são aquelas pessoas que ela vê com frequência ou recebe notícias sempre.

Sabe aquele parente que nunca ligou, mandou mensagem, nunca apareceu ou fez questão de saber nada sobre a criança? Pois é desse tipo de parente que seu filho não necessita gostar. Ensine a criança a cumprimentar com educação mas sem o contato se ela não se sentir a vontade.

O mundo em que vivemos está tão "maluco" que não devemos confiar nossas crianças a desconhecidos mesmo quando ele possui o mesmo sobrenome.

Precisamos evitar ao máximo colocar a criança em situações que a deixem vulneráveis, sem ação ou perdidas em suas emoções. Como pais precisamos entender que nossos filhos possuem o direito a recusar a aproximação a estranhos e isso não fará da criança sem educação, muito pelo contrário, ela crescerá cercada por pessoas que realmente a amam. 

Jamilly LIma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos. Só respeite o próximo!

Instagram