Sobre minha amamentação, coisas que nunca contei...

Lendo o texto da Roberta ontem, tudo minha história de amamentação passou em minha cabeça, todos os meus medos e dúvidas que estavam a tanto tempo guardados voltaram tão vivas ao meu coração que até me emocionei.


Esse post faz parte da Blogagem Coletiva com objetivo de incentivar a doação de leite materno aos Bancos de Leite. Saiba mais informações de como doar clicando no selinho!".


Das coisas que não contei...

Sempre pensei na amamentação como uma coisa natural, que quando meu filho nascesse colocaria ele no peito e ele mamaria feliz! Mas descobrir que nem sempre isso é assim tão natural logo nas primeiras horas de vida do Lucas.
Cerca de duas horas após nascer, a enfermeira veio colocar o Lucas para a primeira mamada... eu ainda estava meio sonolenta, mas me lembro bem que ela apertava de um lado e de outro e acabou por dizendo algo parecido como "mas tarde tentamos outra vez"... na minha cabeça aquilo não parecia muito estranho, afinal deveria ser demorado mesmo para o leite descer.
Mais ou menos duas horas depois, novamente a mesma enfermeira veio, colocou o Lucas no seio e nada de nada... depois de muito conversar ela pediu ao meu esposo que fosse comprar um bico de seio de silicone... minutos depois meu esposo chegou e tentamos novamente e nada, nenhuma gota.
Depois das tentativas ela me disse que ligaria para o pediatra neo natal para saber se ele autorizava o oferecimento da formula infantil, mas o pediatra não aceitou dizendo que o Lucas tinha reserva de até 24h. 
Eu sabia que isso não era normal, 24h sem comer após nascer, mas como ele não chorava acabei por acreditar. Na manha do dia seguinte a tentativa foi novamente frustada. O pediatra quando chegou deu a alta do Lucas e me disse para oferecer somente o peito. E assim o fiz, o Lucas sugava e sugava e eu não sentia nada. Até que de tanto sugar meu seio rachou e sangrou. Claro que me desesperei, coloquei o Lucas de volta no berço e comecei a espremer o seio e não saia nada.
A tarde notei a moleira do Lucas bem funda e ele bem quentinho, tirei as roupinhas dele e resolvi colocar o termômetro, para meu espanto ele estava com 38º. Não sabia o que fazer, entrei em choque e pensei só podia ser fome. Liguei para o pediatra e ele me perguntou se eu não estava oferecendo o seio, me deu vontade de estrangular ele pelo telefone rsrsrs estava oferecendo o seio de 15 em 15 minutos.
Fiquei tão sem chão, mas tomei a coragem de comprar a formula infantil. Dei na colherzinha, meu Lucas sugava o leite como se fosse a última "água do deserto". 
Depois de se alimentar, com menos de meia hora sua temperatura voltou a normal, me senti a pior mãe do mundo por não ter leite. Comecei a fazer tudo o quanto me falavam: comer rapadura, beber muita água e suco, desmamar.
Foi nesse ponto que entrou a tão terrível desmamadeira. Com 4 dias de vida,ainda colocando o Lucas no peito sem sucesso, usando a desmamadeira e sem conseguir nenhuma gotinha, comecei a ficar muito triste... chorava por tudo... 
Resolvi procurar ajuda no banco de leite da minha cidade na maternidade escola,lá fui bem atendida. Porém nada aconteceu.
No sexto dia de vida do Lucas, uma luz surge... acordei com o seio super duro e cheio... nem pudia acreditar, coloquei o Lucas no peito e ele mamou de verdade pela 1ª vez. Ele mamando e eu chorando de felicidade. Lembro que escutava os gut gut comecei a me sentir  mãe.
Pronto, tinha resolvido meu problema... infelizmente não... na próxima mamada fui totalmente confiante, coloquei Lucas no seio ele sugava e sugava com tanta força, percebi que nada saia. Fique super decepcionada.
Os dias foram se passando, usava a desmamadeira e tudo que conseguia retirar eram 50 ml por dia. 
Isso foi até o segundo mês do Lucas, oferecia os 50ml, colocava no peito e nada ele sempre chorava e eu sempre tinha que fazer o complemento nessa mamada. 
Aos quatros meses, conseguir retirar 120ml e fiquei super feliz, finalmente tinha conseguido. Porém depois desse dia a retirada foi diminuindo para 20ml, 10ml até que um dia simplesmente secou.

Apoio o aleitamento materno, mas agradeço a Deus por existir formulas infantis... Não sou menos mãe por não ter amamentado exclusivamente. Não concordo com pessoas que julgam as mamães que oferecem a formula sem saber dos fatos. 

Amamentar é um ato de amor, sendo por leite materno ou formulas. Mas se você foi agraciada com leite não abra mão do direito do seu filho. Se você tiver muito leite, procure o banco da sua cidade e faça sua doação!

5 Comentários:

  1. Jamilly, eu compreendo o que você tentou passar, e eu costumo dizer que mais mãe do que quem amamentou exclusivamente é quem não pôde, porq dá muito mais trabalho, e a mae ate se dedica mais.
    Mais eu acho o fim e uma falta de respeito as maes que nao puderam amamentar, algumas maes que não querem, tomam remedio pro leite secar ew dão Nan pras crianças...
    Uma coisa é não poder, e outra não querer...
    Te admiro por isso.
    bjO

    ResponderExcluir
  2. Jamilly, eu super me identifiquei com o teu relato. Pq eu passei por tudo isso. Sofri sim. mas não por não ter leite, mas por ter demorado tanto a acreditar que não tinha. Hj não sofro uma gota! (acho que a minha postagem sobre esse assunto foi um divisor de águas na minha vida)
    Se quiser saber como foi:
    http://odonodomeumundoazul.blogspot.com.br/2012/04/e-comigo-foi-assim.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. To aqui chorando lendo seu depoimento Jamilly, pois foi lindo. Você deve se sentir feliz pois tentou. Sabemos que muitas nem tentam (conheço algumas). Parabéns!!!!O Davi tem uma mãe maravilhosa! Bjão!!!!

    ResponderExcluir
  4. Aii Meu deus.....Davi vc tem uma mãe MA-RA-VI-LHO-SA !!!!!!! Lindo Jamilly...Maravilho...que orgulho....lindo mesmo....vc tentou, tentar é tudo nessa vida. Beijão querida

    ResponderExcluir
  5. amiga voce não é menos mãe por isso
    afinal isso acontece..tambem acho injustiça falarem que não somos mães se não demos o leite materno, ou não veio de parto natural
    adorei muito sua postagem e fiquei comovida...
    um abraço

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...