Febre emocional: mito ou verdade?

Afinal, o que é febre emocional?

Febre emocional

Umas das partes mais difíceis da maternidade, sem dúvida, é ver nossas crianças doentes, quando percebemos eles mais quetinhos e molinhos logo sabemos que a febre está por vim. Eu tenho um certo pavor febre, sou do tipo de mãe que fica paranoica olhando o termômetro a cada minuto controlando a temperatura, mas afinal o que é a febre? 

O que é a febre?

A febre é uma reação do organismo a algum tipo de agressão, que na maioria das vezes pode alertar algum tipo de infecção. A febre é na verdade, a forma que nosso corpo encontra para combater o que não está indo muito bem, seja vírus ou bactérias. Algumas leituras que fiz de pediatras recomendam só combater a febre acima de 39º pois assim não tiramos a "chance" do organismo enfrentar a "doença". Apesar de ler muito sobre isso, eu não consigo esperar a febre chegar a esse ponto que para mim já é considerada altíssima. Converse com o pediatra do seu filho para saber como agir em caso de febre, ele é o melhor profissional para te ajudar. Porém para exemplificar, considera-se estado febril a temperatura entre 37,5º até 38.6º e febre alta, acima de 39º. 


Febre emocional

Febre emocional, existe?

Levando em consideração que para se ter febre é necessário está com algum agente agressor no organismo, então a febre emocional é irreal, mas o tema é bastante polemico entre pediatras, a grande maioria afirma não existe e o pequeno porcentual que "acredita" nomeia como febre de origem indeterminada. Vamos entender melhor o que seria a febre emocional e chegarmos a nossas conclusões sobre ser mito ou verdade.
  • Como reconhecer.
A febre emocional pode acontecer quando a criança passar por um determinado estresse fora do comum em sua rotina: separação dos pais, viagem de um dos parentes próximos, mudança na escola, chegada de um novo irmão ou até mesmo uma apresentação na escola ou proximidade com sua festa de aniversário. Esse estresse acaba deixando a criança tensa e o corpo trata de reagir como doença e envia a febre para combate-la.  É mais normal acontecer até os 36 meses que é a fase de descoberta da criança onde ela passa a ficar mais atenta nas coisas que a rodeia e perceber tudo o que está em sua volta. 
Assim chego a conclusão de que a febre emocional é consequência de estresse infantil, por isso é tão importante que nós pais e cuidadores estejamos sempre acompanhando de perto as crianças e valorizarmos os sentimentos dos pequenos, ao contrário do que muita gente pensa, criança também passa por crises emocionais e muitas vezes pode até ser uma coisa pequena como: querer um brinquedo e não tê-lo. Se para nós adulto conviver e resolver uma crise emocional não é fácil quanto mais para os pequeno, aí entra o apoio familiar ensinando a criança a compartilhar seus medos, frustrações e inseguranças. Infelizmente muitos pais não aceitam que as crianças pequenas possam ter seus desgostos e super valoriza os sentimentos de alegria, mas ignora os sentimentos de tristeza tratando como uma bobagem passageira. Como pais precisamos apoiar nossos filhos e entendermos todos os seus sentimento e suas emoções, fazendo isso evitamos possíveis estresses infantis e possíveis febres emocionais. 



30 Comentários:

  1. Assunto bem complicado esse né...mas eu acredito que há febre emocional...se nos adultos qdo temos um frustração temos sintomas gerados por isso por que os pequenos que mal sabem se expressar não teriam...Vale ressaltar que mesmo sem algo aparente deve se procurar sempre um medico né...e claro eu sigo muito a intuição de mãe pois vale mais do que mil medicos rs...bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acredito em febre emocional, temos que observar e compreender nossos filhos desde pequenininhos.

      beijos

      Excluir
  2. Jamilly gostei muito do texto. Acredito em febre emocional até porque vivenciamos aqui com meu filho semana passada. Ele é muito apegado aos robôs transformers que tem, ele coleciona e não tem um dia sequer que não brinque com eles, desenhe robôs e imite um deles se transformando..rsrs daí viajamos para praia semana passada e deixamos ele levar apenas dois robôs para viagem... nos primeiros dois dias foi ok, mas ele começou a ficar triste e enjoado, sempre reclamando e pedindo para ir embora, nada estava bom para ele, sempre chateado e quando chegávamos na praia ele não queria brincar e ficava só no guarda-sol, teve febre do nada e achamos ate que era insolação mas não passava e assim passou o resto da semana, usamos o medicamento de costume para febre e nada... só acabou quando pisou os pés em casa e foi direto para os brinquedos...rsrs
    Vou até linkar seu post quando escrever lá no blog sobre nossa viagem, posso?
    Beijo grande
    www.pitacosdamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Lauri, eu também acredito em febre emocional. Fique com dó do te menino e lembrando do meu que também tem um brinquedo de apego que não pode faltar na mala de viagem.
    Pode linkar sim, beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei do assunto, nunca tinha pensado em febre emocional, mas agora lendo, acredito sim. Tanto em adultos como em crianças.

    Bjs
    SouMãe

    ResponderExcluir
  5. Nossa nunca ouvi falar, mas acredito que possa existir,pois é tanta doença emocional que existe hoje em dia!
    Essa não seria impossível!
    Abraços!
    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
  6. gostei do texto, super bem explicadinho
    também acredito em febre emocional

    beijo
    adoletas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Jamilly... eu não sabia disso.
    Nossa... que legal essa informação.
    Geralmente acontece com a gente também né?
    Lindo texto.!

    Beijos
    CS
    http://blogcarensales.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Muito bom esclarecimento amiga .. não sabia de algumas coisas ..e vou ficar de olho na Luma quanto a isso ... as vezes eu sinto sabia??!! Mas quando me acalmo tudo volta ao normal .. bjs

    ✿*´¨)*
    ¸.•*¸.• ✿´¨).• ✿¨)
    (¸.•´*(¸.•´ Roberta Aquino
    Tal Mãe, Tal Filha Blog

    ResponderExcluir
  9. Amiga, muito bom o seu post, acredito sim em febre emocional apesar de ainda não ter passado por isso com a Larah. Ficar atenta sempre é bom.
    Beijos
    Adri
    www.mamaesfacilidadesedcias.com

    ResponderExcluir
  10. Não sabia sobre o assunto, muito bom ler esse post!

    Rosangela,
    Feminices e Afins

    ResponderExcluir
  11. Eu também sou paranoica e fico o tempo tdo de olho no termômetro
    bjcas
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir
  12. Aqui ainda não aconteceu, mas na escola ouço seguidamente casos sobre essa febre emocional, aim que fofos!

    ResponderExcluir
  13. Bia deveria ter uns 2 anos e o pai morava fora, vinha a cada 15 dias...teve um final de semana q ele não veio porque sofreu um acidente de carro,ela teve febre de 40 graus, levei no pediatra e ela não tinha nada! Foi a úncia vez que acredito que ela teve febre emocional!

    ResponderExcluir
  14. Olha que assunto importante... por aqui ainda não tive essa experiência, mas fico sempre atenta aos sinais, bjs

    ResponderExcluir
  15. OLa MUITO BOM SABER MAIS SOBRE A FEBRE, EU TAMBÉM SOU UMA MÃE QUE FICA TODA HORA OLHANDO O TERMÔMETRO, ÓTIMOS POST. bJSS

    ResponderExcluir
  16. Jamilly eu tenho pavor de febre!
    A minha filha mais velha com 2 anos teve convolução por causa da febre.
    Teve que fazer tratamento com anticonvulsivos por 5 anos.
    Graças a Deus nunca mais teve.
    Hoje ela tem 30 anos, mas eu tenho trauma até hoje.
    Bjinhos.
    http://prosaamiga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Odeio febre, Bernardo já teve febre emocional,devido a algumas mudanças!!

    Beijos,bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  18. Aqui febre é meu pavor, principalmente porque a pediatra manda esperar 2 dias e fico louca!
    Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  19. Realmente acho que problemas emocionais geram alguns sintomas sim, é uma resposta do corpo que alguma coisa não está bem! bjo

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho febre emocional.
    Sempre que meu organismo sofre algum estresse muito grande me dá um tremor, um frio, e fico logo quente.
    rs

    www.achochic.net

    ResponderExcluir
  21. Olá. Também sou mãe mega coruja dos meus dois príncipes e fico tensa quando ficam com febre... amei seu texto sobre febre emocional e já vivi isso com meu de seis anos quando o pai precisou fazer uma viagem curta. Logo passou a febre mais fiquei curiosa em ler sobre o assunto. Bjks

    ResponderExcluir
  22. Ola tenho uma menina de 5 anos e ela tem dando febre se ter nenhuma infecção e ne viros e uma febre que vem muito rapidamente e depois que o medicamento faz efeito ela some ja aconteceu umas 3 vezes tou super preucupada com isso

    ResponderExcluir
  23. Sou mãe e minha filha está com 2 anos e 7 meses, segunda feira foi o primeiro dia de aula, não chorou de início, foi pra salinha, escorregar, brincar, não chorou, ficou apenas assustada, no segundo dia chorou pouco. Na quarta o escândalo foi grande, na quinta piorou, hoje, sexta feira ela acordou com febre. Acredito que seja emocional.

    Espero.
    Gostei do texto.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  24. Eu acredito em febre emocional. Até pq vivo isso com meu filho. Infelizmente ele tem asma o que se agrava com a febre(emocional ou não). No sábado saímos e ele me pediu sorvete, por conta do tempo que se fechou, não comprei. Voltamos pra casa e tudo bem. Na terça ele começou a ter febre, cansaço, e em consequência crise de asma. Socorri com as bombinhas de costume, passou a crise, mas a febre não. Como já havia acontecido outras vezes, logo pensamos que podia ser algo q ele quisesse. Lembramos do sorvete, levamos ele onde tinha aquelas máquinas de sorvete, mas sem mostrar a ele. (Não queríamos "adivinhar", queríamos que ele pedisse), e ele pediu sorvete novamente. Foi o remédio. Pena que ouço o tempo todo, inclusive de médicos que é frescura...

    ResponderExcluir
  25. Bom dia meninas! Estou vivendo essa experiência...
    Meu filho tem 2 anos 9 meses, pela segunda vez ele pediu que eu não fosse ao trabalho, expliquei pra ele por que ele tinha que ficar na casa da vovó e não teve jeito... hora minha mãe liga dizendo que ele estava com 39 de febre e que não parava de me chama... enfim! Estou com o coração na mão, não sei como fazer pra ele entender. bjos!

    ResponderExcluir
  26. Gostei do texto. Minha filha teve febre emocional no segundo dia de adaptação na creche. Isso existe sim, não é frescura de mãe rs. Esse momento de adaptação na creche, falando da minha experiência e do que observei, pode ser bem complicado para algumas crianças especialmente as que são muito agarradas com a mãe, que a mãe não esteja trabalhando (fica literalmente 24h com o filho), crianças que mesmo gostando não tem costume de brincar com outras crianças com frequência, etc. A creche e tudo nela contido é um ambiente novo pro bebê. Num instante ele acorda bem cedinho e ta no colo dá mãe ou do pai e no outro tem que entrar numa sala que nunca viu, com pessoas que nunca viu e ficar ali por algumas horas, fora de sua zona de conforto. Isso é muita informação pra um bebê, pode causar estresse e a febre vem junto!

    ResponderExcluir
  27. Minha filha tem cinco anos,e teve febre,está desanimada e não é mais a.mesma.desde que a irmã mais velha.foi morar com a avó....creio que seje febre emcional

    ResponderExcluir
  28. Meu filho de 8 anos está fazendo acompanhamento com a psicologa por um quadro depressivo.depois que desenvolveu esse quadro vive tendo febres garganta inflamando, toma antibióticos, logo que acaba a febre volta..acredito ser emocional. .Uma situação muito difícil

    ResponderExcluir
  29. Bom dia.
    Minha filha tem 7 anos, e já passei por isso várias vezes. Esta semana mesmo ela teve febre de 39.2ºC, sem sinal de infecção. Acredito que foi ansiedade pela volta às aulas. Outro episódio importante também, foi quando viajamos para o Beto Carrero Word. Ela teve febre por 5 dias, antes, durante e depois...

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta! Sua opinião é muito importante e cada comentário muito especial!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...